A ampliação do sistema de abastecimento de água é uma demanda antiga da população de Mosqueiro, distrito de Belém. Além de garantir recursos para a elaboração de projetos que irão viabilizar futuras obras para a melhoria do serviço de água na ilha, o governo do Pará também captou investimentos para estudos para o projeto de esgotamento sanitário do distrito.

Os contratos de financiamento no valor de R$ 2 milhões foram assinados nesta sexta-feira (25), pelo governador Helder Barbalho, pela secretária de Planejamento e Administração, Hana Ghassan, e pelo presidente da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), José Antônio De Angelis. Também participaram do ato, a deputada federal Elcione Barbalho e o deputado estadual Chicão.

“Esse contrato permitirá com que façamos projetos de tratamento de esgoto e abastecimento de água para a ilha de Mosqueiro. Estamos todos juntos trabalhando para garantir a ampliação do tratamento de esgoto no nosso Estado, o abastecimento de água, porque isso é um direito da população e representa cuidar da saúde da nossa gente e, de maneira especial, da nossa ilha do Mosqueiro” – Helder Barbalho, governador do Pará.

De acordo com Renata Coelho, secretária adjunta de Recursos Especiais da Seplad, o saneamento básico tem sido um dos setores prioritários nas ações da atual gestão estadual. “Estamos captando recursos através do Ministério do Desenvolvimento Regional, que vão contemplar a elaboração de projetos na área de saneamento básico. O saneamento tem sido uma prioridade, estamos com cinco contratos com a Caixa Econômica Federal e estamos trabalhando para garantir investimentos na faixa de $ 120 milhões de dólares para o setor”, informou.

O presidente da Federação das Associações dos Municípios do Pará (Famep), Wagner Machado, falou da importância de investir em saneamento para garantir mais saúde à população. “É importante lembrar que as doenças de veiculação hídrica são as que mais atingem as populações carentes em todo o Brasil. E quando se investe em ações como essa é, sem sombra de dúvidas, a maior demonstração de que há um cuidado, zelo, pelas pessoas. Esse trabalho vai fazer com que várias doenças que são levadas para a periferia sejam reduzidas a índices mais baixos”, destacou.

A elaboração de estudos e projetos são os primeiros passos para que as obras possam ser realizadas na área. “São dois projetos, um do sistema de abastecimento de água e o outro para o sistema de esgotamento sanitário de Mosqueiro, que é uma região muito importante para nós, além de ser importante para o setor turístico também”, disse o presidente da Cosanpa.

 

 

Fonte: Agência Pará
Foto: Jader Paes / Ag.Pará